Nota de Pesar

O governo de Valença, vem, por este intermédio, se mostrar consternado com a onda de violência e crimes que vem acontecendo na cidade e que, entre outras terríveis e irreparáveis perdas causadas a famílias valencianas, lamentavelmente, na noite desta quarta-feira (05), arrancou também do nosso convívio mais um filho, um pai, um irmão, um esposo, um amigo, um cidadão do bem e da paz:  Ricardo Queiroz.
O vazio dessas perdas, só Deus pode preencher. Contudo, diante desse triste cenário, o governo de Valença desde o primeiro dia, tem se mostrado preocupado e em busca de soluções para problemas da violência que se estabeleceu nos últimos anos no município e ao mesmo tempo propondo um pacto para que juntos, sociedade civil, governo do Estado e entidades representativas, busquem alternativas para frear a onda de crimes.


Share This Post →


3 comentários:

  1. Esta prefeita do atrazo não deveria nem fazer esta nota de pezar,uma prefeita que não tem deputados e nem governador,porque não sabe em que lado esta,ela com 6 meses de governo deveria fazer uma paceria com as policias que tem em valença,mais prefere ser falastrona,incompetente sem carater para resolver os problemas criticos dessa cidade, em algumas cidade os novos prefeitos ja fez alguma coisa, aqui em valença só verbas saindo pelo ralo,empresas sem prestar os serviços comforme foi contratado,unica obra que deve gastar quase R$ 200.000mil reais é o armengue da feira dos ambulantes,inico armengue, mais ela sabe onde esta saindo as verbas,eu pensei que esta mulher era competente,mais eu não acredito mais, uma prefeita sem perfil,enganadora,vive de galho em galho e a população perdendo tempo,venha nas creches e veja como anda, sem merendas de qualidades,postos sem medicos e medicamentos,isso é um absurdo.

    ResponderExcluir
  2. Nossa Valença, conhecida como a maior cidade da região da “Costa do Dendê”, tem presenciado a ação de poucos que se acham no direito de usar a força física ou armas contra seus “filhos”.
    Estamos impotentes frente às perdas irreparáveis de pessoas que têm seus sonhos destruídos. Pois o que estamos acompanhando são homens fazendo “justiça” com as próprias mãos.
    Temos o dever e o direito de nos proteger e proteger o outro. Sabemos que a violência divide, separa, destrói, fere e mata. Não precisamos buscar fórmulas mágicas para tentar reprimir a violência. A sociedade deve se unir em torno de ideias e propostas, pressionar as autoridades, para que os problemas sejam solucionados.
    Venho em público manifestar a minha indignação e tristeza pela maneira brutal que encontra a nossa querida Valença. Exigimos das nossas autoridades todo o comprometimento na proteção aos cidadãos, investigações e punições aos culpados dos crimes ocorridos no Município. Precisamos restaurar a dignidade daqueles que conviviam com seus entes queridos, mas de toda sociedade, que se vê a mercê da violência.
    Quero confirmar meu total apoio aos cidadãos desta cidade que, se encontram em luto permanente. E convidar a comunidade, a fazer a nossa parte. Uma vez que com determinação e vontade política os problemas possam ser resolvidos ou até mesmo minorados.

    Atenciosamente,

    Jesus Góes

    ResponderExcluir
  3. Nossa Valença, conhecida como a maior cidade da região da “Costa do Dendê”, tem presenciado a ação de poucos que se acham no direito de usar a força física ou armas contra seus “filhos”.
    Estamos impotentes frente às perdas irreparáveis de pessoas que têm seus sonhos destruídos. Pois o que estamos acompanhando são homens fazendo “justiça” com as próprias mãos.
    Temos o dever e o direito de nos proteger e proteger o outro. Sabemos que a violência divide, separa, destrói, fere e mata. Não precisamos buscar fórmulas mágicas para tentar reprimir a violência. A sociedade deve se unir em torno de ideias e propostas, pressionar as autoridades, para que os problemas sejam solucionados.
    Venho em público manifestar a minha indignação e tristeza pela maneira brutal que encontra a nossa querida Valença. Exigimos das nossas autoridades todo o comprometimento na proteção aos cidadãos, investigações e punições aos culpados dos crimes ocorridos no Município. Precisamos restaurar a dignidade daqueles que conviviam com seus entes queridos, mas de toda sociedade, que se vê a mercê da violência.
    Quero confirmar meu total apoio aos cidadãos desta cidade que, se encontram em luto permanente. E convidar a comunidade, a fazer a nossa parte. Uma vez que com determinação e vontade política os problemas possam ser resolvidos ou até mesmo minorados.

    Atenciosamente,

    Jesus Góes

    ResponderExcluir

Dê o seu recado, aqui você pode. Apenas terá que digitar as letras e/ ou números que aparecem abaixo, para que seu comentário seja divulgado. Obrigado.

Blog Archive